molde dos dentesDiretamente relacionada às causas do mau hálito, a gengivite é uma inflamação dos tecidos gengivais, é a doença periodontal mais comum. Sua principal causa é a presença de placa bacteriana, que vai irritando a gengiva, deixando-a com um aspecto inchado e vermelho na margem gengival livre.

Mas como ocorre a formação de placas bacterianas?

Através da limpeza inadequada. Mas existem também outros fatores que podem influenciar na formação de gengivite, como alterações hormonais, que em alguns casos aumentam a susceptibilidade da gengiva ou modificam a composição da microflora dentogengival. Por isso, durante a puberdade ou mesmo durante os sintomas da gravidez, é mais comum a presença da gengivite.

Além disso, alguns medicamentos como a Fenitoína, pílulas anticoncepcionais e a ingestão de metais pesados, também podem ser uma das causas da inflamação.

Sintomas da Gengivite

  • Gengiva que sangra facilmente;
  • Inchaço;
  • Vermilhão;
  • Feridas na boca;
  • Dor ao ser tocada.

Possui várias localizações:

  • Localizada: em um ou mais grupos de dentes;
  • Generalizada: em todos os dentes;
  • Gengivite Papilar: atinge apenas a papila;
  • Gengivite Marginal: estende-se à gengiva marginal;
  • Gengivite Inserida: estende-se à gengiva inserida.

A gengivite pode ser também aguda ou crônica. No primeiro caso, tem um aparecimento rápido e de curta duração, e no segundo, tem longa duração, aparecem lentamente e nem sempre apresentam dor. Para prevenir a gengivite, tenha sempre uma higiene bucal correta e regular. O tratamento é feito pelo dentista, que remove a placa bacteriana e faz uma limpeza minuciosa tanto da gengiva, como dos dentes.

Obs: Não é uma doença transmissível.

Outras Causas do Mau Hálito

A halitose pode ter infinitas causas, veja abaixo as mais comuns:

Má higiene bucal

mostrando línguaA causa mais comum do mau hálito de origem bucal é a higiene de forma inadequada e incompleta, gerando saburra lingual, placas bacterianas nos dentes, nas gengivas e as cáries. Devido ao acúmulo de alimentos, as bactérias se "alimentam" dos resíduos, gerando fermentação e mau cheiro.

A saburra lingual é reconhecida como a maior responsável pelo mau hálito atualmente. É uma placa bacteriana esbranquiçada formada na parte posterior da língua, e a formação dessa placa ocorre pela diminuição da produção de saliva, ou descamação epitelial da mucosa bucal, que também pode ser gerada por diversos fatores como limpeza, ronco, respiração bucal, uso de enxaguantes com álcool, etc.

Causas Sistêmicas

As causas sistêmicas normalmente ocorrem por causa do jejum prolongado, diabetes, estresse, hipoglicemia, alterações hepáticas, renais, intestinais, estados febris, consumo de tabaco, entre outros.

- Com o estômago vazio, o organismo começa a retirar energia da gordura, e essa queima tem como resultado elementos que possuem mau cheiro, que são eliminados através do hálito. Portanto, é importante manter uma alimentação regulada, não ficar horas sem comer, nem pular refeições. E por não comer de maneira correta, sem perceber o indivíduo acaba negligenciando a higiene bucal apropriada, se tornando mais uma causa do mau hálito.

- O estresse também é um fator de risco, pois o volume da saliva diminui por causa da tensão, e com isso as substâncias ricas em enxofre aumentam, provocando a halitose.

- Os fumantes possuem grande chance de ter mau hálito, pois o cigarro, por conter tabaco, diminui a resposta imunológica às bactérias. A fumaça é composta por monóxido de carbono, que reduz a concentração de oxigênio, diminuindo o fluxo de saliva.

- A ingestão excessiva de álcool também gera a redução do fluxo de saliva, pois provoca a desidratação, deixando a saliva viscosa e facilitando o acúmulo de células mortas, bactérias e restos alimentares.

Vias Aéreas Superiores

As vias aéreas superiores se referem às causas relacionadas à rinite, adenóide, e principalmente, aos cáseos amígdalianos. O cáseo é uma massinha viscosa que possui um odor forte e desagradável. São formados em pequenas cavidades existentes nas amígdalas, através da redução do fluxo salivar. Assim como a saburra lingual, os cáseos amigdalianos podem ser causados pela higiene inadequada, respiração bucal, ronco, medicamentos, má alimentação, tabaco, etc. 

alimentos causadores mau hálito

Medicamentos e Mau Hálito

Existem também alguns tipos de medicamentos que tem o mau hálito como efeito colateral, pois provocam a inibição da produção de saliva. Dessa forma, a saliva fica mais viscosa, facilitando a forma com que as células descamadas da mucosa oral grudem na língua, e ao entrarem em decomposição, liberam o mau-cheiro.

Exemplos de alguns tipos de medicamento que podem provocar a halitose:

  • Antiácidos
  • Antialérgicos
  • Diuréticos
  • Laxantes
  • Calmantes
  • Antidepressivos
  • Para pressão alta

Falta de Vitamina D

Algumas pesquisas comprovam que a falta de vitamina D no organismo além de outros efeitos, também pode gerar o mau hálito.

A vitamina D não é encontrada nem ingerida tão facilmente, pois são poucas as fontes naturais que a fornecem. Além disso, quando é ingerida não age imediatamente, passa por diversos processos: é modificada no fígado, depois nos rins, onde passa por uma reação química, se armazena na camada de gordura da pele e só pode funcionar depois do contado do indivíduo com a luz solar.

Portanto, com a falta da vitamina D, as células da mucosa oral descamam rapidamente e em excesso, assim, as células acabam "apodrecendo" na boca e provocando o mau cheiro.

Para evitar esse problema, procure sempre se alimentar de fontes que tenham grande quantidade de vitamina D, como: óleo de fígado de peixe e peixes de água fria.